sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Justiça determina, mas mais jovem da Cracolândia não voltará aos pais

Pai foi assassinado em janeiro e mãe está presa por tráfico de drogas.
Garoto de 12 anos foi apreendido por vender drogas no Centro de SP.

Do G1 SP


A Justiça determinou que o garoto de 12 anos apontado como o traficante mais jovem da Cracolândia, no Centro de São Paulo, fosse entregue aos seus pais. No entanto, o casal não poderá assumir essa responsabilidade: o pai foi assassinado em janeiro deste ano e a mãe está presa por tráfico de drogas.

Nesta quinta-feira (19), um dia depois de ser apreendido, o garoto já podia ser visto na rua sem nenhum adulto por perto. Além dele, a juíza Vanessa Vaiketunas Zapater decidiu que o seu irmão, também menor de idade, também fosse encaminhado aos pais.

Os dois irmãos acabaram entregues a um tio. Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, a juíza ordenou que o garoto de 12 anos fosse liberado porque em Itapevi não havia nenhum registro de que ele havia sido apreendido outras vezes.

Antonio Carlos Malheiros, desembargador da Infância e Juventude, diz que o menino poderia, sim, ser mantido longe das ruas. "Solto desse jeito, o que poderá acontecer com ele agora, hoje à noite, amanhã? A minha preocupação é muito grande em relação ao próprio menino", diz Malheiros.

O garoto de 12 anos já foi apreendido seis vezes vendendo drogas na Cracolândia.

Do Portal G1

Postagens populares