sexta-feira, 4 de março de 2011

Netinho diz que pagou notas fiscais questionadas pela Câmara de SP

Legislativo municipal abriu procedimento para investigar suposto mau uso.
Vereador atribui denúncias à disputa em torno da Mesa Diretora.

Roney Domingos Do G1 SP

Netinho (Foto: Carolina Iskandarian/G1)Netinho questiona denúncias (Foto: Carolina
Iskandarian/G1)
Alvo de investigação da Corregedoria da Câmara Municipal de São Paulo, o vereador Netinho de Paula (PCdoB) disse nesta quinta-feira (3) ao G1 que as denúncias sobre o suposto uso de notas frias para comprovar gastos de gabinete se devem à sua decisão de sair candidato à Prefeitura de São Paulo em 2012 e a resquícios da disputa pela Mesa Diretora. Ele afirmou que pagou as notas fiscais questionadas e devolvidas pela Câmara, que, segundo ele, devem chegar a valores entre R$ 6 mil e R$ 7 mil. Netinho é primeiro secretário, cargo que conquistou ao apoiar o atual presidente do Legislativo, José Police Neto (PSDB), contra a vontade de lideranças  que integram a Corregedoria.
"Essa denúncia é porque eu fui o primeiro a me posicionar como candidato a prefeito e um resquício da disputa pela Mesa Diretora. Se você pegar essa nova abertura de investigação, a punição é eu sair da primeira secretaria e ficar suspenso de participar de comissões. É uma extensão da briga pela disputa da Mesa Diretora. É uma coisa infantil", afirmou.
O vereador afirmou que arcou com todas as notas questionadas pela Câmara. "As que tiveram problemas, eu arquei com os problemas, quando me disseram que o CNPJ não estava funcionando, ou que tal empresa está inativa. Então foram notas que eu recebi e que eu tive de arcar. Não foi o munícipe, não tem nada de errado." Netinho disse que essas notas "devem chegar a R$ 6 mil a R$ 7 mil".
O vereador disse ainda que agiu estritamente dentro das regras estipuladas pela Câmara, as mesmas a que estão sujeitas todos os demais vereadores. Por isso, pediu a verificação das contas de todos os que tiveram notas devolvidas.
"Não há dubiedade. Não fiz nada que a Câmara não aprove. Se existe alguma coisa irregular, a Câmara deixou de pagar. As notas que ela pagou é porque ela investigou e disse que foi tudo certo, não tinha problema nenhum. Eu agi de acordo com o regulamento da Casa, como todos os vereadores, tanto que pedi procedimento de todos os vereadores que tiveram notas devolvidas. Não fui eu que inventei a regra", disse Netinho.

Postagens populares