terça-feira, 22 de março de 2011

Vereadores de SP discutem projeto sobre concessão de relógios de rua

Objetivo é passar para a iniciativa privada a administração do mobiliário.
Prefeitura gasta R$ 600 mil por ano com manutenção dos totens.


Do G1 SP
Os vereadores de São Paulo voltam a discutir nesta terça (22) o projeto de lei que passa para a iniciativa privada a administração dos relógios de rua da capital.
Há dois anos vários aparelhos não estão funcionando. Na segunda, o assunto começou a ser discutido na Câmara. Segundo a Secretaria de Infraestrutura Urbana, um terço dos relógios não está funcionando.
Os vereadores, no entanto, temem que a Lei Cidade Limpa seja desrespeitada se a iniciativa privada receber a concessão e, em troca, poder anunciar nos totens. O tempo de concessão, que pode chegar a 30 anos, também é alvo de discórdia.
A Prefeitura de São Paulo gasta R$ 600 mil por anos com a manutenção dos relógios.

Do Portal G1

Postagens populares