quinta-feira, 7 de julho de 2011

Aumento de prefeito resulta em inquérito

Promotoria cobra justificativa; instauração de processo significa que há indícios de possíveis irregularidades
Márcio Pinho e Rodrigo Burgarelli - O Estado de S.Paulo
O Ministério Público do Estado de São Paulo instaurou na sexta-feira um inquérito civil para apurar o aumento salarial do prefeito Gilberto Kassab (sem partido) de R$ 12,3 mil para R$ 20 mil, em fevereiro. A Promotoria vai enviar ofícios à Prefeitura e à Câmara Municipal nos próximos dias para saber oficialmente qual o motivo do reajuste.
Márcio Fernandes/AE
Márcio Fernandes/AE
Salário do prefeito foi de R$ 12,3 mil para R$ 20 mil em fevereiro
Anteontem, novo aumento foi aprovado na Câmara para Kassab, para R$ 24 mil, mas só começa a valer a partir do ano que vem. Na prática, a instauração de um inquérito significa que a apuração feita até agora mostrou que há indícios mais fortes de que haja alguma irregularidade na concessão do aumento de fevereiro.
Após ser questionada pelo Estado na semana passada, a assessoria de Kassab atribuiu o reajuste do início deste ano a um decreto legislativo de 1992, que vincula automaticamente seu salário ao dos deputados estaduais - que foram aumentados em 62% no fim do ano passado.
Depois da publicação da reportagem, a Promotoria instaurou um procedimento preliminar para verificar se há ilegalidades nesse procedimento. No início do ano, a Promotoria já questionou um aumento de 62% que os vereadores haviam dado aos próprios salários, com base em uma resolução da Mesa Diretora da Câmara que também atrela esses vencimentos aos dos deputados estaduais.
Caridade. Após o aumento do salário para R$ 20 mil ter sido revelado, o prefeito Gilberto Kassab afirmou que vai calcular tudo que ganhou a mais desde fevereiro deste ano e doar para o Hospital do Câncer. Ontem, sua assessoria informou que ele também vai doar a diferença entre o que ganhava no início do ano e o novo reajuste para R$ 24 mil, o que deverá render aproximadamente R$ 12 mil mensais para o Hospital do Câncer.
No dia 23, o prefeito chegou a afirmar que como chefe do Executivo da capital era difícil sobreviver com salário de R$ 12,3 mil. "Um prefeito precisa de um padrão de vencimento compatível com o cargo" disse. 

Postagens populares