terça-feira, 27 de setembro de 2011

Prefeitura de SP anuncia incentivos de R$ 50 milhões para Zona Leste

Incentivos serão dados para empresas que investirem na região. Seminário discute desenvolvimento da área nesta terça em SP.

Juliana Cardilli
Do G1 SP 

Governador Alckmin e prefeito Kassab participam
de abertura de evento (Foto: Juliana Cardilli/G1)
A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta terça-feira (27) a destinação de um fundo de R$ 50 milhões para serem concedidos como incentivos para empresas que se instalarem e investirem na Zona Leste da capital paulista. A medida faz parte das ações para desenvolver a região, que abrigará em Itaquera o estádio do Corinthians, sede de São Paulo na Copa do Mundo de 2014 e possível palco do jogo de abertura do evento.

De acordo com o prefeito Gilberto Kassab, os incentivos serão vinculados a todos os tributos municipais. A Prefeitura já destinou um montante de R$ 420 milhões em incentivos para a construção do estádio do Corinthians.

 “Os incentivos foram iniciados com a concessão do incentivo para a construção do estádio do Corinthians, que trará investimentos, recursos, empregos, e mais do que isso, poderá trazer o jogo de abertura da Copa do Mundo para a cidade de São Paulo. E agora retomam-se os incentivos ordinários, de avaliação de todos os projetos, identificando-se aqueles que merecem a concessão dos incentivos, e definimos já um fundo de R$ 50 milhões para as concessões”, afirmou Kassab.

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Marcos Cintra, o edital com os critérios para a seleção das empresas deve ser publicado no Diário Oficial nos próximos 15 dias. Os incentivos de R$ 50 milhões são os previstos para concessão em 2012 – outros editais serão criados ao longo de um período de 10 anos. “Estamos trabalhando com a perspectiva de um edital a cada seis meses, de tal forma a transformar esse incentivo em um projeto continuado de longo prazo”, explicou o secretário.

Segundo Cintra, será dada prioridade para projetos que criem empregos e tenham inserção na economia local. “A idéia é que eles gerem efeitos multiplicadores na região. Não queremos investimentos que causem impactos multiplicadores em outras regiões da cidade”, disse o secretário, que espera conceder os incentivos a empresas comerciais, industriais e de serviços.

As empresas terão redução em torno de 50% em todos os impostos municipais, além de receberem em torno de 60% do valor do investimento em forma de Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento, títulos que podem ser vendidos pelas empresas.

Além dos incentivos para empresas e para o estádio, também estão previstas ações conjuntas entre governo e Prefeitura na região, como a construção de um pólo institucional com escolas técnicas, centro de convenções, rodoviária e melhorias no Metrô. O governo também aponta o prolongamento da Avenida Jacu-Pêssego e a construção do Trecho Leste do Rodoanel como essenciais para o desenvolvimento da região.

Mobilidade 

O lançamento foi feito durante um seminário sobre a Zona Leste da cidade realizado pela Associação Comercial de São Paulo nesta terça-feira. Também presente na abertura do evento, o governador Geraldo Alckmin ressaltou a necessidade de investimentos em mobilidade urbana – a Zona Leste da capital paulista tem 10% da população do estado, mas apenas 3% dos empregos.

“Nós não vamos resolver a questão da mobilidade urbana só com o transporte. Mas além disso, [é necessário] o planejamento urbano e a construção de pólos de emprego. A Prefeitura tem um programa de incentivo para empresas na Zona Leste, e o governo do estado vai se somar a esse incentivo através do ICMS, levando empresas para a região que gerem bastante emprego”, afirmou.

Do Portal G1/SP

Postagens populares