terça-feira, 21 de agosto de 2012

'Sem emprego na periferia, não há metrô, corredor ou Radial Leste que resolva o trânsito'

Candidata à prefeitura de São Paulo pelo PPS, Soninha Francine afirma que poder público pode estimular o empreendedorismo nas periferias e defende mais autonomia para as subprefeituras.


A candidata à Prefeitura de São Paulo pelo PPS, Soninha Francine, afirmou que não é contra o automóvel, mas acha necessário disciplinar seu uso na capital paulista. A candidata foi a entrevistada desta terça-feira no CBN São Paulo. Soninha tem 44 anos, é formada em Cinema pela Universidade de São Paulo. Já foi apresentadora de TV. Começou na política no PT onde foi eleita vereadora. Deixou o partido e se filiou ao PPS onde disputou as eleições para a Prefeitura. Apoiou também a candidatura de José Serra à presidência da República. Sua principal bandeira de campanha é a melhoria da mobilidade urbana. Em entrevista a Fabíola Cidral, Soninha defendeu o aumento de vagas de emprego na periferia e a instalação do pedágio urbano...


Postagens populares