segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Falta transparência na Câmara Municipal de Jaguariaíva


No último sábado, dia 12/01, estive em Jaguariaíva para o lançamento do Adote um Vereador com um grupo de voluntários decididos a acompanhar os trabalhos parlamentares dos vereadores locais.

O encontro durou um pouco mais de duas horas, o suficiente para traçarmos as diretrizes e trocarmos ideias sobre o acompanhamento do legislativo. Uma verdadeira caixa preta, comandada pelo vereador José Marcos Pessa (o Marquito), reeleito presidente da casa para a próxima legislatura (2013/2016) com sete votos da ala de oposição (veja como foi a votação que elegeu a Mesa Diretora, clicando aqui!).

Ficou decidido que o grupo acompanhará os trabalhos de todos os parlamentares e a publicização será feita através do blog ADOTE UM VEREADOR - Jaguariaíva e a página no Facebook.

Fiquei sabendo que no ano passado, um cidadão jaguariaivense tentou levar os trabalhos da Câmara a população com uma transmissão online. Na hora da sessão plenária, depois de tudo posicionado, foi impedido pelo presidente da casa sob a alegação de que a sessão já estava sendo transmitida pela rádio local. Rádio esta que é comercial e de propriedade da Prefeitura Municipal.

Alguns contatos com vereadores que assumiram nesta legislatura foram mantidos, esperamos suas colaborações para uma Câmara transparente e que trabalhe ao lado dos cidadãos dialogando e aceitando sugestões, ao invés de trabalhar por cima deles.

As sessões na Câmara Municipal acontecem (ou aconteciam) uma vez por semana (segunda-feira) à partir das 17,00 horas, o que dificulta a presença do cidadão trabalhador que nem sempre pode acompanhar os trabalhos.

Todos sabemos que a função de um vereador é legislar e fiscalizar as ações do executivo, não aquela que acompanhei durante algumas sessões pela internet (quando havia condições técnicas para a transmissão pela rádio local), onde os vereadores subiam a tribuna apenas para  fazerem suas indicações de tapa-buracos em ruas de bairros periféricos. Olha que estas ruas não são asfaltadas e o serviço de tapa-buraco solicitado tratava-se de colocação de cascalho em alguns buracos nas ruas, o que constatei não são poucos.

É hora de sair do marasmo e acabar com a submissão dos eleitores, divulgando os trabalhos naquela que deveria ser a casa do povo e não um reduto eleitoral de alguns poderosos.

Contamos com a participação da população nesta empreitada, afinal um pequeno gesto de cidadania ajuda a melhorar as condições de vida de uma comunidade toda.

Postagens populares