sábado, 19 de janeiro de 2013

Sem-teto leem texto do Instituto Lula e chamam para café da manhã

GIBA BERGAMIM JR.
DE SÃO PAULO

O vídeo no YouTube convida telespectadores para participarem de um café da manhã. No lugar de uma mesa de comercial de margarina, porém, o cenário é um prédio invadido por sem-teto.

O local é numa área cedida ao Instituto Lula, na Luz, centro de São Paulo, para abrigar o Memorial da Democracia, projeto do instituto, aprovado pela prefeitura em 2012.

Para fazer o vídeo, o fotógrafo Bruno Miranda, da agência Na Lata, convidou moradores da invasão para ler um texto que está no site do instituto e fala de programas de inclusão social, um dos focos da entidade, fundada pelo ex-presidente Lula.

O líder da ocupação, Nelson da Cruz Souza, 52, disse à Folha, na semana passada, que não sabia que o terreno invadido pertencia ao instituto.


Filiado ao PT, ele disse que nenhuma das 200 famílias invasoras sairá do local antes de o prefeito Fernando Haddad (PT) apresentar alguma alternativa de moradia.

No vídeo, cinco moradores declamam frases contidas no site. O texto com o título "Projeto Política Nacional de Apoio ao Desenvolvimento Local" defende objetivos da iniciativa: "liberar os potenciais existentes, mobilizar os recursos subutilizados e a remover os entraves ao desenvolvimento local".

Os termos "inclusão social" e "subutilizadas" são repetidos no vídeo. O "café da manhã solidário à democracia" acontece hoje às 9h, na invasão. O instituto diz que a questão será resolvida com diálogo.

Matéria publicada originalmente no Jornal Folha de S.Paulo

Postagens populares