quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

V E R G O N H A ! ! !

Soldados envolvidos em desvio em SC respondem a inquérito policial militar

Governo do estado contratou empresa para fiscalizar doações.
Chuva voltou a atingir cidades nesta terça-feira.

Em um dia em que a chuva voltou a assustar os moradores de Santa Catarina, o Exército anunciou mais rigor no julgamento dos soldados envolvidos no furto de donativos. O governo do estado também contratou uma empresa para fiscalizar o esquema de doações. Os furtos denunciados em reportagem da RBS TV de Santa Catarina, mostrada na segunda-feira (15) no Jornal Nacional, provocou revolta nos voluntários.


Veja o site do Jornal Nacional

Entre os milhares de voluntários que ajudam as vítimas da tragédia em Santa Catarina, indignação. Onze militares do exército que trabalhavam em um centro de triagem em Blumenau também enchiam as próprias mochilas com doações. Nesta terça-feira (16), o Exército decidiu que eles não vão mais responder a uma sindicância e sim a um inquérito policial militar.

"Isso significa que nós deixamos de considerar uma transgressão disciplinar e vamos investigar indícios de crime militar exatamente para que poucos não prejudiquem o trabalho de mais de cinco mil integrantes do Exército brasileiro que atuaram naquela missão humanitária", diz o general Manoel Luiz Pafiadache, comandante da Brigada de Infantaria.

As imagens exibidas na segunda-feira também mostraram uma família levando donativos para casa. Nesta terça, uma moradora voltou ao centro de triagem para devolver o que havia levado. Ela disse que foi autorizada.

O governo de Santa Catarina contratou uma empresa de logística para organizar a chegada e a distribuição dos donativos. São 20 especialistas que começam a trabalhar na quarta-feira (17). As doações continuam a chegar de todo o Brasil.

Nesta madrugada voltou a chover forte em Santa Catarina. Houve alagamentos em vários bairros de Joinville e em Itajaí. No município de Palhoça, em apenas doze horas choveu mais do que o esperado para todo o mês.

Do G1, com informações do Jornal Nacional

Postagens populares