terça-feira, 27 de abril de 2010

Vereador Netinho de Paula (PCdoB) diz que Mineral Comunicação é legítima

Parte da matéria publicada pelo "Estadão" de domingo (25/04) com o título de "Sem controle, vereadores contratam empresas que só existem no papel"
Um deles foi o da Mineral Comunicação, Imagem e Produção. Contratada pelo vereador Netinho de Paula (PCdoB), a empresa está registrada na Receita Federal em um endereço fictício - o número 78 da Rua Guaxumã, na zona leste. Somados sete repasses mensais, a Mineral recebeu R$ 12.500. O mesmo endereço consta da nota fiscal exibida pela assessoria de Netinho. Não há no documento telefone, site ou e-mail. Em nota, o vereador afirmou que a empresa foi contratada para prestar serviço de assessoria de imprensa. "Desconheço qualquer irregularidade em relação à empresa."
Minha pergunta ao vereador (ontem) via Twitter:

@netinhocohab2 Vereador, como explicar a reportagem do Estadão sobre a Mineral Comunicação???

A resposta (hoje):

@AlecirMacedo A empresa está ativa na Receita Federal e paga os seus tributos. Válido lembrar que a verba é indenizatória. Pagamos primeiro. E depois, recebemos. Na Câmara, temos um setor que avalia as notas e empresas. Se estiver tudo certo, fazem o reembolso. Do contrário, não. Este setor segue as exigências do Tribunal de Contas do Município. Válido lembrar que a empresa nos fez o serviço de criação e manutenção do site do mandato.

Minha opinião:

A resposta seria convincente, se uma empresa que faz criação e manutenção de sites tivesse ao menos um endereço eletrônico (e-mail ou site). Não existe nem mesmo um telefone para contato, como poderia uma empresa nos dias de hoje sobreviver sem estas ferramentas?

A questão aqui não é se a prestação de serviço foi efetuada ou não, nem mesmo se foi pago primeiro e depois reelmbolsado, a questão é que trata-se de dinheiro público.

O que está em dúvida aqui é a idoniedade e a legítimidade da empresa prestadora de serviço. Uma breve passada por seu site oficial encontrei o crédito pela customização do site como PRS COMUNICAÇÃO , seria a mesma empresa ou a documentação apresentada a reportagem é fria?

Nota de hoje (28/04):

Como em um passe de mágica, o site da PRS COMUNICAÇÃO retirou do ar a página em que destacava seu trabalho ao vereador. Isto quer dizer que Netinho de Paula não faz mais parte do Case da empresa...

O link da página era:

http://prscomunicacao.com.br/v3/index.php?option=com_content&view=article id=9&Itemid=21

O crédito pela customização do site do vereador também foi retirado.

Estranho, não?

Postagens populares