segunda-feira, 12 de março de 2012

Kassab nomeia aliados para vagas nos conselhos das empresas municipais

Pelo menos 60% dos conselheiros, que recebem R$ 6 mil de jetom por reunião, são filiados ou têm ligação com algum partido
DIEGO ZANCHETTA, RODRIGO BURGARELLI - O Estado de S.Paulo
Os conselhos de administração das oito empresas da Prefeitura de São Paulo (CET, Cohab, Prodam, SPObras, SPP, SPTrans, SPTuris e SPUrbanismo) viraram fonte de renda para políticos e aliados do prefeito Gilberto Kassab (PSD). Pelo menos 60% dos 57 conselheiros, que recebem salários de R$ 6 mil por uma reunião mensal, são filiados ou têm ligação com algum partido. Ao todo o pagamento dos jetons custa R$ 2,3 milhões por ano aos cofres municipais.
A maior parte das siglas faz parte da base de apoio de Kassab ou estará na aliança costurada pelo prefeito para concorrer nas eleições municipais deste ano. O quadro de conselheiros foi renovado porque, desde o início do ano, 16 secretários saíram da lista dos jetons.
No lugar deles, Kassab colocou aliados de diferentes vertentes, de evangélicos a líderes da Força Sindical e novos filiados ao seu partido, o PSD. Mas o partido que mais aparece nos quadros das empresas municipais não é o PSD fundado pelo prefeito, mas o PSDB (com 11 nomes)- e Kassab já afirmou que vai apoiar o pré-candidato José Serra (PSDB), caso ele seja o indicado da sigla para a Prefeitura.
Vários nomes da ala serrista do partido constam na lista . Entre eles estão os ex-secretários de Serra na Prefeitura Clóvis de Barros Carvalho e Manuelito Pereira Magalhães Júnior, além do ex-governador Alberto Goldman. Outros nomes próximos de Serra, mas sem filiação partidária, constam nesses quadros. Um exemplo é do ex-secretário na Prefeitura e do governo estadual Francisco Vidal Luna e do ex-assessor do Ministério da Saúde e amigo pessoal de Serra, Benedito Nicotero Filho.
Siglas. O PSD aparece em segundo lugar, contando com nove integrantes. Alguns secretários municipais filiados à sigla ainda aparecem, como Alexandre Schneider (Educação) e Luiz Ricardo Pereira Leite (Habitação), embora não recebam jetons (veja o boxe). Em seguida vêm partidos que apoiam o Executivo na Câmara: PMDB (3 conselheiros), PPS (2), PV (2) e até o DEM (1). O vice-presidente estadual do PSC, Gilberto Nascimento, é representante do único partido que está nos conselhos de empresas e não tem representação no Legislativo Municipal. Mas a sigla é ligada ao pastor evangélico R. R. Soares.
Os nomes dos integrantes dos conselhos foram levantados pelo Estado no portal oficial De Olho nas Contas. Já as informações sobre filiação partidária foram fornecidas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Também aparecem na lista nomes de aliados de outros Estados onde Kassab costura aliança para as eleições municipais com o seu PSD. Por exemplo: o ex-deputado pelo PPS de Pernambuco Raul Julgmann e o ex-senador pelo PMDB paulista Almino Affonso estão entre os contemplados com o jetom mensal de R$ 6 mil. O urbanista Candido Malta Campos Filho também está na lista - o arquiteto é filiado ao PSDB.

Fonte: ESTADÃO.COM.BR

Postagens populares